Contraproposta da empresa que não atende os trabalhadores

O que a Petrobrás propõe:

· Reajuste de 4,36% na tabela salarial e na tabela do Grande Risco da AMS;

· Reajuste de 5,93% na RMNR, no Adicional do Estado do Amazonas, no auxílio-almoço, na Gratificação de Campo Terrestre de Produção e nas tabelas dos auxílios ensino;

· Abono referente a 60% de uma remuneração normal;

· Licença maternidade de seis meses (proposta somente na carta de encaminhamento);

· Extensão dos auxílios ensino aos enteados, desde que inscritos na AMS;

  • Extensão do Programa de Assistência Especial (PAE) até os 24 anos;

· Reabertura do Convênio Petrobras/INSS para inclusão na AMS dos anistiados da Interbrás e Petromisa que retornaram à empresa na condição de aposentados (condicionado ao desligamento da empresa);

· Carência de 10 anos de contribuição à AMS para os futuros empregados que queiram garantir a manutenção do benefício após a aposentadoria;

29 Responses to “Contraproposta da empresa que não atende os trabalhadores”


  1. 1 Alexandro novembro 10, 2009 às 9:44 pm

    A Petrobras é uma empresa do povo brasileiro, portanto não podemos aceitar que grupos de gerentes queiram agir como se fossem donos desse patrimônio que foi contuido as custas de suor e esforço de muitos trabalhadores em suas mais variadas atribuições. Não podemos continuar aceitando essas politicas de discriminação e desrespeito aos trabalhadores. O sindicato precisa atuar mais para poder elaborar campanhas reinvindicatórias mais consistentes. Até então temos aceitado as migalhas.

  2. 2 Marcos novembro 4, 2009 às 7:09 am

    Senhores,
    estamos encuralados pois uma parte que não repactuou torce para que acha aumento na tabela para serem contemplados, PORÉM OS TRABALHADORES NÃO VÊEM COM BOM OLHOS OS REAJUSTES INDIRETOS (RMNR/ABONO ETC…) POR NÃO INCIDIREM NO FGTS E APOSENTADORIA POIS QUANDO NOS APOSENTARMOS NÃO TEREMOS ESTES GANHOS NA NOSSA APOSENTADORIA, OU SEJA “SECA”. E AGORA JOSÉ???

  3. 3 Marcelo Gabett outubro 6, 2009 às 10:32 pm

    Hoje, nós petroleiros vivemos um dilema provocado pela divisão: repactuados e não repactuados, senão vejamos,

    1) O aposentado e pensionista que repctuaram recebem pelo IPCA que neste mês de setembro foi de 4,364
    2)Já os aposentados e pensionistas que Não repactuaram recebem pelo aumentos dos da ATIVA…
    3) Ora, então criamos um “BATENTE” que é o valor do IPCA para regrar o aumento da ATIVA…Nós.
    4) Então o nosso aumento …nunca será maior que o IPCA e teremos ganhos INDIRETOS..tais como 0,6 da RMNR….ou outros que a HABILIDADE de alguns permitir…

    Penso que quem repactuou deve estar ciente e lutar por tais “habilidades” acima pelos ganhos indiretos, pois estes assinaram o compromisso do cheque em branco que foi a repactuação e suas consequências…..ou seja o ipca + ALGO QUE OS APOSENTADOS E PENSIONISTAS NÃO PEGUEM…isto é a lógica da elite que domina a Petrobrás S.A…..o resto é demagogia….penso.

  4. 4 Roni outubro 5, 2009 às 5:18 pm

    Esse acordo valerá por dois anos, temos que ter mais avanços para podermos fechar o acordo.

    Vamos esquentar os motores. Começar as mobilizações e apontar uma greve para logo.

  5. 5 Maria José outubro 5, 2009 às 3:43 pm

    Estão sucateando nossa AMS. Os valores dos benfícios deveriam ser iguais para todas as regiões. Outra coisa: o ganho que temos lá frente nós perdemos lá atrás com o aumento da AMS grande risco. Recebe em cima no contracheque RMNR e paga embaixo (reajuste AMS gde risco).

  6. 6 Marcelo outubro 5, 2009 às 8:20 am

    O nosso SALÁRIO BASE está muito abaixo do mercado! a CIA insiste em fazer essas propostas medíocres, na base do cala-boca, do abono mixuruca e o sindicato não pode continuar aceitando isso!

  7. 7 Marco outubro 3, 2009 às 9:24 pm

    De uma maneira geral,temos sidos prejudicados pela empresa tanto na questão de condiçãoes de trabalho,quanto na questão de benefícios,principalmente nos beneficios de auxilío ensino,que está com a tabela muito defasada em valores e em comparação com as tabelas dos grandes centros.E principalmente a nossa antiga querida AMS,que a cada dia vem se tornando mais um INSS.

  8. 8 Amilton Cesar M. Dias outubro 3, 2009 às 10:34 am

    É preocupante a situação de todos os empregados que necessitam de certos procedimentos médicos, pois a AMS não esta cobrindo em várias áreas como a pesquisa de linfonodo sentinela para melanoma e outros tipos de cânceres, onde se evita que se faça quimioterapia sem a devida necessidade, obrigando que pacientes com esta doença , que cada vez é mais comum principalmente para os aposentados, que não recebendo a atualização plena de seus benefícios ainda tem que pagar por muitos procedimentos médicos hospitalares se ficarem doentes..

  9. 9 Mendes outubro 2, 2009 às 5:34 pm

    A AMS hoje é uma vergonha, os outros planos privados estão dando de 10 x 0 na AMS, os médicos estão se descredenciando por receber com atrasos, pelo valor da consulta. Os que atendem pela AMS marcam consulta para 03 meses a frente, justamente por não um volume de médicos necessário credenciado. Os melhores médicos não são credenciados pela AMS.
    A AMS Já foi um bom beneficio.

  10. 10 Zefa outubro 2, 2009 às 5:23 pm

    Com é que é esse lance de perder AMS após aposentadoria com 55 anos? Não entendi. Soube que já estava no último acordo coletivo. Alguém pode, por gentileza explicar? Não entendo muito do assunto. Desculpem a ignorância.

  11. 11 Paulo A. N Macedo outubro 2, 2009 às 3:58 pm

    Com relação à proposta quero destacar a questão do benefício educacional, que contemplaria muitos colegas que como eu estão na mesma situação.
    A busca pelo aperfeiçoamento profissional é uma máxima que todos devemos buscar constantemente.
    Ela passa pela qualificação em níveis superiores aos já alcançados, isso reflete positivamente no desempenho de cada um, e a Petrobrás como uma das maiores empresa do mundo, a meu ver não tem dado tanta importância a este fato.
    Faço este julgamento tendo em vista a companhia não contemplar em sua proposta a extensão beneficio educacional em nível superior, pelo menos o que seria mais justo e ético, ao empregado na respectiva área afim.
    Falo em pelo menos em um percentual compatível com que outras grandes empresas praticam como forma de incentivo a busca pela graduação, a exemplo do que já ocorre com os cursos de nível médio.
    A realidade de muitos técnicos de nível médio, e aqui me incluo, é a de buscarmos ascensão profissional em um curso superior em uma instituição privada, infelizmente, é a única que nos permite cursar, por exemplo, uma engenharia e trabalhar.
    Aliada a isso temos a questão salarial que fica muito comprometida para àqueles que se dispõe a buscar novos conhecimentos, pois temos diversos compromissos, como família, etc.
    Como dito anteriormente grandes empresas já perceberam que tal medida é uma via de mão dupla, todos nós já sabemos disso, pois a empresa irá dispor, por exemplo, de técnicos com nível superior.
    A meu ver é uma falácia dizer que se a empresa custear um curso superior do empregado ele buscaria uma nova oportunidade de emprego e a empresa perderia seu investimento.
    Isso já caiu por terra há muito tempo, pois hoje temos advogados, administradores, engenheiros, etc. Pessoa com diploma universitário que se dispuseram a investir numa carreira universitária e ainda muitos se dispõe e continuam atuando em cargos de nível médio, motivo para isso são as boas condições de trabalho oferecidas pela empresa.
    Portanto seria interessante que a empresa revisse este pleito, principalmente dos novos, pois a considerar a mensalidade pagas na rede privada, o salário fica muito comprometido.
    E para finalizar também tem a questão da AMS que todos nós já e estamos cansados de debater e não ter uma solução em curto prazo.
    Vale lembra que estamos pagando por um serviço que não está nos atendendo.

  12. 12 PES outubro 2, 2009 às 2:48 pm

    Descaso com quem está no chão de fabrica com aqueles que estão no porão do navio fazendo ele andar.
    A união dos fracos faz a força que se opoe aos fortes

  13. 14 Leandro outubro 2, 2009 às 1:24 pm

    A impressão que tenho é que estão querendo sucatiar a AMS para deixar os usuarios revoltados e pedindo para colocar um plano de saude privado, vamos lutar para melhorar a AMS.

    Outro ponto é a questão da RMNR, porque quem trabalha em área periculosa ganha 30% só o de complemento da RMNR e quem trabalha em escritório com ar e cafezinho ganha a RMNR integral?
    Chega de conversa tem que ser RMNR integral para todos.

  14. 15 Ana da Luz outubro 1, 2009 às 1:21 pm

    Urgente: AMS na UTI. Faltam profissionais credenciados e consequentemente aumentando o tempo de espera para consultas e exames, sejam de rotinas ou emergenciais.
    Processos, para análise do RH do Compartilhado com mais de nove meses de atraso.
    Salário cada vez mais defasado.
    É meu desabafo.

  15. 16 Antonio Carlos Navarro outubro 1, 2009 às 10:32 am

    A Petrobras está investindo pesado no pré sal e dizem que está deixando de fazer manutenção em plataformas e desviando o dinheiro para o pré sal. Então vai ser difícil ela fazer uma boa proposta em vista disso.

  16. 17 ANDRÉ LUIZ MM setembro 30, 2009 às 11:46 pm

    Em verdade, na categoria de aposentado, que as últimas diretorias sindicais fizeram questão de massacrar para alegrar o Lula, o PT e a Petrobrás, tanto faz qualquer proposta, seremos ainda mais massacrados, só não entendo é tanta ignorância junta nestes sindicatos pois não percebem que estjão destruindo os aposentados e não percebem que um dia também se aposentarão.
    Hoje, aposentado da Petrobrás é mais um para reclamar, adeus segurança, graças aos sindicalistas puxa-sacos deste presidente marionete e deste PT tão cheio de sujeiras.
    Atenção Sindicatos! O PT hoje é governo, é a direita que existe.

  17. 18 Roberto Carlos Dávalos setembro 30, 2009 às 1:55 pm

    Acredito que os representantes da empresa tenham interesse de gerar prejuiso( gerando uma inevitável greve ) para a mesma pois estas propostas não passam de ridiculas e ofensivas a cateboria
    Lembrando ( não deveria haver necessidade) categoria essa que ano após ano gera lucros astronômicos .
    Vamos a luta companheiros.

  18. 20 MOACYR CARLOS NEVES ROCHA setembro 30, 2009 às 1:39 pm

    Companheiros, a primeira proposta da empresa está muito aquém das nossas reivindicações.Vamos rejeitá-la e aguardar novas negociações. Parabens pela idéia da pesquisa e do espaço para “desabafos”. Uma sugestão: que se implante uma segunda etapa de pesquisa para apurar a disposição do pessoal quanto a construção de um movimento grevista, se preciso for. Vamos a luta!!!!!

  19. 21 alexandrealvespetroleiro setembro 30, 2009 às 11:41 am

    Faltou compromisso da Transpetro para adesão ao Plano Petros 2.

    AMS para aposentado. COmo não pode ter convênio com INSS se a Petrobrás ta dizendo que vai reabrir?

    Agora é participar das assembléias da FUP para responder com unidade essa carta enviada pela empresa e esperar que venha uma proposta!

  20. 22 Frederico Becker setembro 30, 2009 às 11:32 am

    Em relação ao adiantamento da PLR, favor rever os conceitos. Pelo que eu saiba, a empresa paga os empregados somente após o pagamento dos acionistas (deve estar na lei). Portanto, creio que a redação correta seria “Pagar os empregados num prazo máximo de 10 dias após o pagamento dos acionistas”.
    Estabelecer uma data em específico, somente irá trazer prejuízo, tanto financeiro como psicológico.

  21. 23 Alexandre Raduszewski setembro 30, 2009 às 11:15 am

    A AMS hoje conta com poucos médicos e a disponibilidade para consulta chega à 6 meses ( ao menos na especialidade que procurei ) ,sem duvida é necessário rever valores e conveniados , além de abrir a opção para inclusão de pai e mãe. O auxilio educação também necessita de correção . Os contratos pelo menor preço impedem boas ações de SMS , as empresas vem para realizar os serviços e temos de disponiblizar todos os recursos para elas . Reposição salarial tem de ter ganho real , com relação a PLR tem de ser definido critérios e datas , hà seis anos na companhia , todos os anos a história se repete . Vamos resolver de uma vez .

  22. 24 marluzio setembro 30, 2009 às 9:57 am

    Participar dos foruns da FUP/Sindipetros para construirmos uma greve forte pois, o que faz a lei é a luta.
    Patria ou Morte.

  23. 25 Rubens Roberto Faria Garcia setembro 30, 2009 às 9:45 am

    Caros amigos,
    Injustiças não podem ser toleradas, vamos colocar o olhar dos interesses do trabalhador sobre questões que impactam a conduta para que possamos sentir orgulho em darmos parte da nossa vida a companhia.

    grato,garcia

  24. 26 alberto biolchini setembro 30, 2009 às 8:53 am

    Anistiado da Petromisa e aposentado por necessidade financeira, depois de sofrer injustiça durante anos, retornei orgulhosamente à Petrobras por iniciativa da Comissão Interministerial, após muita luta.
    Continuamos sendo injustiçados, entre outras coisas pela não inclusão no Convênio com o INSS, que devia ter sido nosso de direito desde sempre (passei 16 anos pagando planos de saude particulares para minha familia ).
    Agora vem esta proposta de nos induzir a sair – mais uma injustiça – acenando com a manutenção do Plano Petros, que aliás nunca deveriamos ter perdido .
    Que adjetivo se pode dar para esta proposta?

  25. 27 Marcos Antonio setembro 30, 2009 às 8:11 am

    A proposta da BR foi imoral, muito, muito distante do que foi solicitado pelos sindicatos.

  26. 28 André Marques setembro 30, 2009 às 7:52 am

    Falta muita coisa:
    – Auxílio educacional para os petroleiros cursarem faculdade;
    – Melhoria no sistema de transporte (a minha base por exemplo não possui transporte até a cidade grande mais próxima, a 90 km);
    – Aumento real;
    – Abono de 100%.

  27. 29 Stander Ride Night setembro 30, 2009 às 4:34 am

    Sem isonomia de direitos (AMS para os pais, complemento da RMNR igual para todos independente de região ou de já receber periculosidade por direito, etc.), sem acordo. Chega der GT’s e promessas de compromissos com alguma data imaginária como prazo. Esse é o último acordo coletivo com cláusulas sociais do governo lula porque a FUP aceita negociá-las só a cada 2 anos, não se vendam por abonos, vamos conquistar benefícios.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s





 

Este é um espaço reservado para denúncias de práticas antissindicais, assédios e ataques a direitos.

JP no Twitter

Estatísticas

  • 142,711 hits

%d blogueiros gostam disto: