Mais um trabalhador morto em acidente na Petrobrás X nomeação de Reichstul para conselheiro governo = prenúncios de retrocesso!!!

Na tarde desta terça-feira, 17, mais um trabalhador entrou para as estatísticas de petroleiros mortos em acidentes de trabalho. Desta vez, a fatalidade foi na unidade HDT de instáveis da Revap, em São José dos Campos, onde aconteceu um vazamento seguido de incêndio, que também deixou mais dois trabalhadores feridos.

 As vítimas eram prestadores de serviço, contratados pela empresa LM. É a segunda morte de trabalhador terceirizado ocorrida este ano na Petrobrás. Desde 1995, a insegurança na empresa já vitimou 291 petroleiros, dos quais 234 eram terceirizados.

Para os que não vivem a realidade nua e crua das plataformas, refinarias e gasodutos, o discurso dos petroleiros que lutam por mais segurança nas unidades da Petrobrás pode até parecer redundante, porém, retrata uma verdadeira necessidade da categoria, que é o respeito à vida. É inadmissível aceitar a complacência da gestão da Petrobrás com as condições inseguras de trabalho a que são expostos os trabalhadores para manter a produção e os lucros da empresa a pleno vapor.

Agora, como se já não bastasse a revolta gerada pelo péssimo modelo de gestão de SMS da Petrobrás, os petroleiros também estão indignados com uma espécie de retrocesso que a estatal tem mostrado nas últimas semanas.

Como se já não bastasse todos os abusos das gerências que tratam os trabalhadores como meras estatísticas, agora, a categoria foi surpreendida com a nomeação do ex-presidente da Petrobrás, Henri Philippe Reichstul, para a questionável Câmara de Políticas de Gestão, Desempenho e Competitividade, instalada pelo governo. É, isso mesmo, R E I C H S T U L, aquele que entre 1999 e 2001, provocou a morte de 76 petroleiros em acidentes de trabalho e 29 grandes acidentes ambientais, entre eles, o vazamento na Baia de Guanabara e no Paraná, e é claro, o afundamento da P-36, que como todos sabem, tirou a vida de 11 trabalhadores.

Será isso uma espécie de prenúncios de dias ainda mais difíceis? Será que depois da árdua luta dos petroleiros contra a gestão deste mesmo sujeito que congelou os salários da categoria, aumentou a precarização do trabalho, e ainda por cima, fez de tudo pra privatizar a estatal, teremos que assistir a este retrocesso?

Portanto, assim como repudiamos as condições inseguras de trabalho a que são expostos os trabalhadores, também consideramos inadmissível aceitar esta infeliz nomeação de Reichstul como conselheiro Câmara de Políticas de Gestão da Petrobrás.

0 Responses to “Mais um trabalhador morto em acidente na Petrobrás X nomeação de Reichstul para conselheiro governo = prenúncios de retrocesso!!!”



  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s





 

Este é um espaço reservado para denúncias de práticas antissindicais, assédios e ataques a direitos.

JP no Twitter

Estatísticas

  • 142,711 hits

%d blogueiros gostam disto: