Campanha Reivindicatória 2011: Ensino Superior para Empregados – NÃO

A Petrobrás apresentou na última quinta-feira, 13, sua nova proposta para quitação do ACT 2011. Esta foi a quarta rodada de negociação. Reconhecemos os avanços em alguns pontos relacionados à AMS, Petros e benefícios educacionais. Em relação ao Programa Jovem Universitário, a empresa concordou em estender os cursos atendidos pelo programa para todas as formações previstas no PCAC, bem como igualar o valor das tabelas de todos os benefícios educacionais para os estudantes da rede pública, tomando como base a que é praticada no Rio de Janeiro.

Porém, é lamentável que a empresa continue relutante em estender o Benefício Ensino Superior aos próprios empregados. Este é um antigo pleito da categoria e em especial dos jovens petroleiros. É inadmissível que uma empresa do porte da Petrobrás se recuse a investir em sua própria mão de obra. Até mesmo pequenas empresas chegam a pagar graduação, pós e MBA aos seus funcionários.

Os motivos que levam a esta intransigência são diversos: Custo da extensão do benefício, risco de perder talentos para outras empresas e até mesmo questões de ordem tributária (http://www.fiscosoft.com.br/a/49xs/nao-incidencia-da-contribuicao-previdenciaria-sobre-as-importancias-destinadas-ao-custeio-de-curso-superior-dos-empregados-andrei-cassiano).

A pesar dos motivos expostos acima, a empresa não pode negar o fato de que a maioria  de seus novos empregados cursam ensino superior ou pós graduação. Estes jovens (de 18 a 81 anos), com ou sem a ajuda da empresa, continuarão seus estudos, mesmo que isso implique no comprometimento de grande parte dos seus salários e, consequente causando prejuízo à qualidade de vida de seus familiares.

Precisamos nos mobilizar em torno deste tema e transformar esta questão em bandeira de luta da juventude.

Estado de greve e mobilização nacional no dia 19

Os sindicatos estão aprovando nas assembléias os indicativos da FUP de estado de greve, assembléias permanentes e  mobilização nacional no dia 19, com atrasos de no mínimo duas horas em todos os turnos e no expediente administrativo, além de cortes na emissão de Permissões de Trabalho (PTs).

Assista ao vídeo de avaliação das duas últimas rodadas de negociação da FUP com a Petrobrás, realizadas na quinta e sexta-feira, 13 e 14/10.

Anúncios

0 Responses to “Campanha Reivindicatória 2011: Ensino Superior para Empregados – NÃO”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s





 

Este é um espaço reservado para denúncias de práticas antissindicais, assédios e ataques a direitos.

JP no Twitter

Estatísticas

  • 151,496 hits

%d blogueiros gostam disto: