Entre em contato conosco através do email:
juventudepetroleira@gmail.com

Ou deixe um comentário utilizando o formulário abaixo.

22 Responses to “Contato”


  1. 1 dalva neide dos santos novembro 30, 2011 às 12:24 am

    como faser o emprestimo e o plano de previdencia

  2. 2 Marcelo abril 30, 2011 às 11:39 am

    Bom dia,

    fiz a prova para o processo seletivo da Petrobras Biocombustivel que foi realizada em 06/06/2010 e resultado divugado no dia 24/06/2010.
    Concorri a uma vaga para Técnico em Química para o pólo de Montes Claros.
    As convocações tiveram inicio em meados de setembro de 2010. Foram convocados 3 Técnicos em Química, para a comprovação de pré requisitos. Por volta de um mes foi publicado uma planilha que constava 2 adimissões.
    Recentemente descobri que um dos convocados, foi eliminado por não possuir Diploma de nível técnico, mas possuia o de Bacharel. Este candidato acionou a Justiça e ganhou. A Petrobras recorreu, mas parece ter perdido.

    A minha dúvida é a respeito da terceirização de serviços pela empresa. Suponhamos que exista terceirizados neste cargo, quais são os direitos dos candidatos que foram aprovados em processo seletivo e estão no cadastro de reserva aguardando a convocação?

    O período de vigência do concurso está próximo da data limite e não existe informações concretas quanto a renovação.

  3. 3 Fábio fevereiro 21, 2011 às 9:01 pm

    Pessoal, o programa de avanço de nível atual praticado pela Petrobrás é uma vergonha! Precisamos nos mobilizar, pois por exemplo, o cargo de Operador Sênior será apenas um conto do passado. Esse tipo de reivindicação não ganha corpo porque os colegas mais antigos quando atingiam a promoção, ganhavam 8,9 e até 10 níveis no plano de carreira. Ou 10 “letras”, como os antigos chamavam. Precisamos discutir isso urgentemente, a FUP precisa dar uma ênfase maior a este problema. O programa de avanço de nível da Petrobrás é o principal responsável pela indignação dos trabalhadores atualmente, principalmente dos mais jovens, que estão entrando na maior Empresa do Brasil e vê que não era o que pensavam. É uma Empresa política, com gerentes opressores e com uma política de SMS de faz-de-conta.
    Avanço de nível mais justo já!!!
    Chega de enrolação!!!

  4. 4 ervenson da silva santos janeiro 30, 2011 às 5:02 am

    Parabéns pela luta para melhorar as condições de trabalho na petrobrás, estou prestes a concorrer a uma das vagas em 2011 , e gostaria de saber se alguém saberia informar a jornada de trabalho em macaé, p/ aréa de manutenção mecânica?

    • 5 juventudepetroleira janeiro 30, 2011 às 11:54 am

      Saudações;

      Trabalhar na Petrobras, apesar das muitas contradições ainda é motivo de orgulho pra todos nós.

      Se não estou enganado o Regime lá é 14 por 21. Ou seja, 14 dias de trabalho para 21 dias de folga.

      Mas sugiro que você envie um email direto para um dos diretores do Sindipetro NF.

      O site deles é:

      http://www.sindipetronf.org.br/

  5. 6 ENILDA novembro 16, 2010 às 10:46 am

    gostaria que fosse fiscalizada as plataformas de sao luiz.pois tenho informaçoes e trabalho praticamente escravo.pois os funcionarios nao tem folga ainda sao ameaçados de justa causa.isso e abuso de poder .espero resposta .obigada

  6. 7 PAULO LUZ outubro 4, 2010 às 5:32 pm

    Senhores
    Somos mais de 200.000 trabalhadores,. TA NA HORA DA VIRADA ! Quero dizer a partir de hoje 04/10/2010 DEVEMOS mobilizar todos os petroleiros e seus familiares , para enfrentarmos o PIG e os Tucanos. na minha opinião a FUP deveria coordenar com todos os sindicatos ( inclusive os que não estão filiados) uma mobilização em torno da DILMA. A direita ainda é forte com a globo, folha estadão etc. proponho que a FUP confeccione camisas com propaganda para serem vendidas a cada petroleiro para usarem neste mes nos onibus , aeroportos , shopping, estadio de futebol etc. para mostrarmos a nossa força.
    Precisamos acordar e sair da inercia

    SDS

    PAULO LUZ.

  7. 8 adilton agosto 31, 2010 às 12:57 pm

    Bom dia venho por meio deste email pedir um auxilio: Primeiro possuo o curso de operador de sonda de perfuração com o curso de Cbasi e movimentação de cargas e hoje estou a procura de um chance de ingressar no mercado de trabalho, já distribui e cadastrei currículos em diversas empresas e ate o momento não obtive êxito o que devo fazer a nível de qualificação para poder ingressar no ramo como Homem de Área que é o cargo inicial em plataforma onshore/offshore.Segundo caso eu tenha a chance de atuar em uma empresa de perfuração de poços profundos para captação de agua o que esta experiência pode contribuir para minha ingresao na área de perfuração de poços de petróleo.

  8. 9 daniel agosto 28, 2010 às 2:58 pm

    O quê realmente a FUP está reivindicando na mesa de negociações?
    Que enrrolação!
    Sou um petroleiro novo, tenho 5anos de Petrobras, sou do nível médio, nossos salários estão baixissimos, peincipalmente para quem trabalha ADM.
    Queremos um reajuste justo, com inflação mais reposição de perdas históricas, quremos isonomia, VP para todos, repito VP (vantagem pessoal) para todos os funcionários, isso é lei, essa tal VP simplesmente acaba anulando a periculosidade, pois quem trabalha em edifícios adm. recebe a VP para compensar a falta da periculosidade, e quem trabalha em área periculosa não recebe a VP, tem que cobrar isso na messa de negociação, não pode perder o foco, esse negócio de ficar querendo brigar por percentual para contrato e terceirizado isso nos leva a nada, só serve para perdermos nosso foco principal, campanha salarial é para melhorar o salário da massa trabalhadora que infelizmente só tem o sindicato para brigar por nós.
    Repito, nosso sal[ario base tá muito defasado, temos que lutar urgentemente para corrigir essa injustiça, pois quem trabalha em área ADM, sem adcional fica muito prejudicado, acaba se tornando um falso petroleiro, pois de petroleiro mesmo tem só o nome.

  9. 10 Flávio agosto 9, 2010 às 12:58 pm

    COMO estamos ,será que vai ser mais um ano d enrolação:

    Fator previdencial
    Aposentadoria especial
    BPO- o trabalhador fe sua parte, ideal fiaca para o passado , agora eu quero resultado, o poder esta com o PT, Fup e CUT, que nada fez com a resposta do SR Lula.

    Nesta quinta-feira, 18, a FUP cobrou da Petrobrás várias questões ainda pendentes em relação à implementação do Acordo Coletivo de Trabalho 2009/2011. As reivindicações dos trabalhadores foram discutidas na Comissão de Acompanhamento do ACT. Na segunda-feira, dia 22, haverá reunião da Comissão de Regimes de Trabalho e na terça-feira, 23, da Comissão de Terceirização. Veja abaixo os principais pontos discutidos:

    BPO – a FUP ressaltou o prazo de 120 dias previsto no ACT para introdução do Benefício Proporcional Opcional (BPO) no Regulamento do Plano Petros. A Federação criticou a Petrobrás por ter definido unilateralmente a forma como será implementado o BPO, sem discussão prévia com os representantes dos trabalhadores. A FUP frisou ainda que o participante deve ter a garantia de que as contribuições para o plano continuarão sendo feitas até que a adesão ao BPO seja definitiva. A Petrobrás declarou que irá avaliar esta reivindicação e informou que a abertura do BPO ainda depende de pendências relacionadas a problemas nos sistemas de informações da empresa e da Petros e dos trâmites legais.

    Inscrição tardia na Petros – a FUP cobrou o ingresso imediato de ex-participantes e seus dependentes no Plano Petros (cláusulas 33 e 45 dos ACTs 1985 e 1986), resolvendo uma pendência histórica de petroleiros que lutam há 25 anos pelo direito à previdência complementar. A Petrobrás informou que está priorizando neste momento a implantação do BPO e que as demais questões do Acordo Coletivo relacionadas à Petros serão resolvidas posteriormente.

    Plano Petros 2 na Transpetro – a FUP cobrou informações sobre o andamento da implantação do PP-2 na Transpetro. O RH da subsidiária informou que a adesão ao Plano Petros-2 já foi aprovado formalmente pela diretoria da Transpetro e já realizou reuniões com a Petros para definir como será a sua implementação. O próximo passo será a aprovação do Plano nas esferas governamentais. A Petrobrás Transportes divulgará todo este cronograma aos trabalhadores.

    Pendências na TBG: PP-2 e AMS – a FUP cobrou informações sobre a implantação do Plano Petros-2 e da AMS para os trabalhadores da TBG, conforme acordado com os sindicatos e a Federação. A TBG informou que apresentará nas próximas semanas um cronograma para implantação destes dois benefícios.

    Anistia – a FUP voltou a cobrar agilidade da Petrobrás na tramitação dos requerimentos de anistiados da Petromisa, Interbrás, Petroflex e Nitriflex. O RH informou que já convocou a grande maioria dos 231 anistiados que tiveram os requerimentos deferidos pela comissão interministerial de anistia (CEI). A empresa detalhou que 92 destes trabalhadores são anistiados da Petroflex, 91 da Interbrás, 44 da Petromisa, 02 da Petrobrás e 02 da BR. Segundo a Petrobrás, somente 03 anistiados ainda aguardam publicação em Diário Oficial para serem convocados pela empresa.

    Benefício educacional – a FUP cobrou a atualização da tabela de reembolso dos benefícios educacionais, destacando que os valores referentes ao Programa Jovem Universitário devem ser definidos após uma pesquisa específica, pois os custos com o ensino superior são normalmente mais elevados. A Petrobrás vai avaliar o pleito.

    Dias parados na greve de março/2009 – a FUP cobrou que a Petrobrás respeite a opção do trabalhador querer receber ou não os dias parados, já que serão compensados. A empresa informou que consultará os trabalhadores em relação a esta questão.

    PLR – a FUP tornou a cobrar uma proposta da Petrobrás para o regramento das PLRs futuras e também em relação ao pagamento da PLR 2009. O RH informou que apresentará ainda em março uma proposta de regramento das PLRs futuras, após a diretoria da empresa aprovar os indicadores e metodologia propostos. Em relação à PLR 2009, a Petrobrás apresentará sua proposta após a divulgação do balanço da empresa relativo a 2009.

    0 Respostas para “FUP cobra pendências do Acordo Coletivo”
    Feed para esta Entrada Endereço de trackback

    ——————————————————————————–

    Deixe um comentário
    Deixe uma resposta
    Clique aqui para cancelar a resposta.
    Conectado como . Desconectar »

    Nome

    Email

    Site

    Notificar-me os comentários mais recentes via e-mail.

    Notifique-me de novos artigos por e-mail

    ——————————————————————————–

    « Reunião de AMSRede de comunicadores cria blog contra a criminalização dos movimentos sociais »
    ——————————————————————————–

    ——————————————————————————–

  10. 11 Antonio Santos janeiro 23, 2010 às 10:05 am

    Estou procurando pelo Sr. Tomé Pinheiro de Souza , preciso falar com ele com urgência,a única informação que tenho é que ele é engenheiro da plataforma de campos,Desde já agradeço.Antonio Santos

  11. 12 Pollyana Agnes dezembro 8, 2009 às 8:37 am

    Alexandre
    Bom dia!
    Após a assembléia de ontem, tudo indica que a aceitação será geral. Apesar de não concordar com a andamento de alguns tópicos da pauta do ACT, acredito este não seria o momento ideal de termos outra greve, mas como foi dito na assembléia, uma mobilização inteligente será bem vinda no futuro.
    Aproveitando o contato, não esqueça de me enviar depois o ACT que cita trechos pertinentes à TRANSPETRO, blza?

    Um abração

    Pollyana

  12. 13 Eloi dezembro 2, 2009 às 12:24 pm

    Por que se entregar agora???
    Por que falsificar a nossa luta?? não lutamos só por cancelamento das punições!!

    Quem disse que tivemos ganhos “significantes” nessa proposta?? Não vamos deixar nos enganar!?!

    Queremos GANHO REAL, MELHORIA SOCIAL REAL, NÃO ENRROLAÇÃO!!!

    Analizem nossas reivindicações e a proposta apresentada pela petrobras; comparem! Vejam se realmente há avanços ou só máscaras…

    • 14 Alexandre dezembro 2, 2009 às 12:29 pm

      Meu caro só depende de nós. O que não pode é ter o pessoal reclamando do desconto de março e querendo mais agora! A direção sindical é espelho das bases!

      Alexandre

  13. 15 Valneir novembro 29, 2009 às 3:15 pm

    Rapaz, o pc travou aki e acabei enviando 3 vezes o mesmo comentário lá no texto da “inocêcia presumida foi pro espaço”. Apague dois por favor, deixe só o da última data. Obrigado.

  14. 16 Leonardo novembro 6, 2009 às 10:09 am

    Porque vcs colocam acento em Petrobras? Petrobras não tem acento!

  15. 18 emerson bruno setembro 23, 2009 às 6:08 am

    adorei sua matéria,estou começando agora essa jornada,pois estou no final do curso de petroleo e gas,se souber de qlq vagas mande-me um email ok.

  16. 19 JOYSON ROSA DE PAULA setembro 12, 2009 às 9:14 am

    Gostei da iniciativa, parabéns!

  17. 20 Christiane Granha julho 31, 2009 às 2:03 am

    CARTA À VEJA
    A mentira como medida para esconder a luta dos estudantes brasileiros

    Na sua última edição a revista Veja publicou um artigo sobre o congresso da UNE.
    Na matéria, foi utilizada uma foto de apoiadores da nossa tese UNE É PRA LUTAR em que nós reivindicávamos uma “Petrobras 100% estatal”, afirmando que “O pré-sal é nosso” e exigindo a “Anulação dos leilões de privatização das áreas de petróleo”.
    A matéria acusa os estudantes presentes no congresso de serem iguais as juventudes fascistas, a serviço do governo!
    A foto é uma prova do contrário do que afirma a matéria. Nossa faixa mostrava uma posição dentro do debate desenvolvido no Congresso da UNE em defesa da Petrobras, onde apresentamos uma exigência concreta ao governo contra a política de privatização das áreas de exploração de petróleo e pelo restabelecimento do monopólio da Petrobras.
    A revista Veja, por outro lado esconde as posições aprovadas no 51º Congresso, tais como resoluções da UNE que exigem do governo Lula reivindicações como a “Recuperação Imediata dos Orçamentos Públicos da Educação, Ciência & Tecnologia”, “Exigência ao MEC de uma portaria que garanta a matrícula dos estudantes inadimplentes” ou a “Exigência de uma medida do MEC pelo congelamento das mensalidades”.
    O que incomoda é a existência de uma UNE, instrumento que os estudantes podem utilizar na lutas por suas reivindicações.
    São inaceitáveis as acusações da Veja de que os estudantes tem traços em comum com “a Juventude Hitlerista e os squadristi fascistas”. Cadê a prova?
    A verdade é que os estudantes brasileiros que participaram e participam da UNE sempre estiveram na linha de frente da luta pela democracia, pelo livre direito de organização, reunião e expressão. O que a Veja tenta fazer, por outro lado, é aplicar a regra de Goebbels, ministro da propaganda de Hitler que “uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade”.
    Não permitiremos.

    Luã Cupollilo
    Diretor eleito da UNE pela tese UNE É PRA LUTAR
    no 51º Congresso da União Nacional dos Estudantes

    matéria da veja:
    http://veja.abril.com.br/290709/une-chapa-branca-p-076.shtml

  18. 21 Teste julho 20, 2009 às 4:08 am

    Olá, estamos testando os comentários da página de contatos.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s





 

Este é um espaço reservado para denúncias de práticas antissindicais, assédios e ataques a direitos.

JP no Twitter

Estatísticas

  • 150,296 hits

%d blogueiros gostam disto: