Arquivo de agosto \31\UTC 2010

Entrevista ou ataque?

Entrevista ou ataque? Mais uma vez, as organizações Globo mostraram sua falta de imparcialidade, seu jornalismo elitista, sem criatividade e altamente tendencioso!

Assistam as duas partes da entrevista que a candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, concedeu ao Jornal da Globo, e tire suas próprias conclusões!

Se possível, assista a entrevista de hoje, com o candidato José Serra e façam suas comparações!

Protagonista de ataques aos trabalhadores, José Serra quis acabar até com o FGTS

Não é de hoje que todos já estão cientes do real tratamento que a classe trabalhadora recebeu do candidato à Presidência da República, José Serra e de seus aliados, que durante longos anos foram os principais protagonistas de governos neoliberais e privatistas do Brasil.

Infelizmente, até um passado não muito distante, José Serra governou o estado de São Paulo, desqualificando movimentos sociais e trabalhadores, com práticas semelhantes à época da ditadura, como no caso da greve dos professores da Rede Estadual de Ensino Superior, em março deste ano, quando os educadores foram atacados por policiais, a mando do tucano, que criminalizou a luta dos professores paulistas e não atendeu às suas reivindicações.

Agora, no auge de sua campanha desgovernada, Serra tenta calçar as “sandálias da humildade”, com o intuito de mudar a imagem de candidato da elite, e mente explicitamente, ao se intitular o legítimo autor de benefícios destinados aos trabalhadores, como o FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador) e do programa de remédios genéricos, que ele não criou, apenas regulamentou no governo FHC. Fato que o faz afirmar que foi o melhor ministro da saúde do país.

Entre tantas balelas que não convencem nem a tal classe média que o “apóia”, o candidato não consegue ao menos justificar fatos relacionados aos caros pedágios cobrados nas estradas de São Paulo, e ainda omite suas práticas de censura à liberdade de expressão de jornalistas que tentaram denunciar tal absurdo.

Na atual conjuntura da campanha de um partido sem programa de governo, as desmistificações continuam. Por hora, antes que outras mentiras deslavadas sejam publicadas, podemos falar um pouco sobre a atuação do candidato da “massa cheirosa”, como deputado constituinte, em 1987,  quando defendeu o fim do FGTS e do PIS-PASEP, votou contra projetos como o da jornada de 40 horas semanais, do adicional de 50% sobre as horas extras e da organização dos trabalhadores em comissões de fábrica. Além disso, absteve-se na votação do salário mínimo real, do aviso prévio com mínimo de 30 dias, do adicional de 1/3 sobre as férias, da estabilidade do dirigente sindical e do direito a greve do servidor público.

Dentro deste contexto, parece que de verdadeira só existe aquela máxima: “Contra fatos, não há argumentos”. Durante sua atuação na Assembléia Nacional Constituinte, José Serra recebeu nota 3,75 do DIAP (Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar).

Confira os links que retratam todas as barbaridades cometidas pelo “Nunca Serrá”!

Polícia ataca Professores em Greve em São Paulo

Pedágio derruba mais um jornalista da TV Cultura

Nota do Serra no Diap na publicação “Quem foi quem na Constituinte”

Mentiras sobre o FAT

Pedagiômetro

Petrobras Distribuidora abre 367 vagas de estágio

A Petrobras Distribuidora abriu inscrições para 367 vagas de estágio. A bolsa-auxílio varia de R$ 583,43 a R$ 865,02.

As vagas são para estudantes de nível superior e nível médio profissionalizante que estejam cursando os dois últimos anos ou os quatro últimos semestres –

veja aqui a lista de cursos.

O estágio tem duração de 12 meses improrrogáveis, com exceção dos estágios de direito, que podem ser prorrogados por igual período. A carga horária diária é de 4 horas para o nível médio e superior, exceto para os estudantes do curso de direito, que têm carga horária de 6 horas.

Os estagiários de nível médio com 4 horas diárias de estágio terão direito a bolsa de complementação educacional de R$ 583,43 e seguro de acidentes pessoais.

Os estagiários de nível superior com 4 horas diárias de estágio terão bolsa de complementação educacional de R$ 696,07 e seguro de acidentes pessoais.

Os estagiários de nível superior em direito com 6 horas diárias de estágio terão bolsa de complementação educacional de R$ 865,02 e seguro de acidentes pessoais.

As inscrições devem ser feitas até 19 de outubro pelo site www.br.com.br.

Para aqueles que já concluíram o curso também é possível realizar estágio na Petrobras Distribuidora, desde que a instituição de ensino informe, por meio de declaração, que é condição indispensável para a obtenção de certificado ou diploma.

Embora o maior número de admissões esteja concentrado no início do ano, outros estagiários podem ser selecionados ao longo do ano.

Há oportunidades em 38 cidades dos seguintes estados: Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe.

Os candidatos serão convocados para uma entrevista, na medida em que surgirem vagas para o curso em questão. Durante esse processo, poderão ser realizadas outras atividades (redação, tarefas no computador e outras).

Os candidatos que não forem selecionados para a vaga aberta permanecerão cadastrados e poderão ser convocados em nova oportunidade. Os candidatos de nível médio permanecerão no cadastro até seis meses após a data de término do curso informada no ato da inscrição, desde que haja necessidade de cumprimento de carga horária de estágio. Os candidatos de nível superior permanecerão no cadastro até a conclusão do curso.

Fonte: G1

Direitos iguais para todo sistema, já!!!

Transpetro assina pedido de adesão do Plano Petros 2

Um importante passo foi dado rumo a isonomia de todo sistema Petrobrás

Nesta segunda-feira, 23, a FUP e sindicatos participaram da solenidade que formalizou junto à Petros, a sua decisão de ingressar os trabalhadores da Petrobrás Transporte ao Plano Petros-2. Durante a cerimônia, a diretoria da subsidiária assinou o pedido de adesão do Plano Petros-2, que será ofertado aos trabalhadores assim que passar pelos trâmites legais de aprovação junto aos órgãos do governo federal: Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc) e Departamento de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (Dest).

A oportunidade dos trabalhadores da subsidiária aderirem ao Plano Petros-2 assegura as garantias de um plano essencialmente previdenciário, com benefício mínimo e benefícios de risco, em caso de doença, invalidez e morte.

Esta é uma vitória da categoria, após anos de luta da FUP para garantir a todos os trabalhadores do Sistema Petrobrás um modelo seguro de previdência complementar. O Plano Transpetro era considerado um dos piores planos de Contribuição Definida do mercado. A FUP sempre denunciou os riscos que os trabalhadores corriam e, desde que iniciou a negociação com a Petros e a Petrobrás sobre a criação e implantação do Plano Petros-2, vem pedindo o fechamento do Plano Transpetro e a retirada de patrocínio do mesmo e lutando para que o mesmo modelo de previdência complementar seja implantado na Transpetro.


1º Encontro de Blogueiros Progressistas – um grande encontro de ideias e ações!

Neste final de semana, tivemos a oportunidade de participar do 1º Encontro Nacional de Blogueiros Progressistas,  realizado pelo Centro de Estudos de Mídias Alternativas Barão de Itararé, no Sindicato dos Engenheiros, em São Paulo.

Cerca de 330 blogueiros, de 19 estados brasileiros estiveram presentes no evento. Todos com o mesmo gás, ansia e vontade de contribuir para que a democratização da comunicação seja feita de maneira efetiva, por todos nós, “conhecedores” das mazelas do nosso Brasil, e de toda a manipulação de informações oriundas dos grandes conglomerados de comunicação do país.

Durante o encontro, muitos temas foram debatidos. Desde a conjuntura política atual, no que diz respeito às eleições presidenciais e o tratamento que a “velha mídia” vincula a este fato e aos candidatos que não fazem parte da elite, até a troca de experiência entre os diversos blogueiros, que em seus espaços publicam opiniões, reivindicações, divulgam campanhas contra a criminalização dos movimentos sociais, e até prestam serviços de consultorias de diversos assuntos, não diretamente ligados à movimentos ou políticas. Os blogueiros também procuraram debater a construção de novas redes e de qualificação coletiva.

Entre os palestrantes, tivemos a presença de jornalistas ilustres, que hoje contribuem massivamente com a imprensa alternativa e fazem parte dos grandes incentivadores da chamada “blogosfera”. Além de  especialistas que apontaram para um processo organizativo que busca ampliar a penetração do movimento em todos os estados, como também criar formas de proteção e incentivo à atividade blogueira. Por um lado criando uma rede de advogados que defenda blogueiros em ações judiciais e por outro construindo projetos que possibilitem sustentabilidade aos ativistas.

O evento também foi fundamental para o encontro real entre os participantes, que anteriormente, só se conheciam através de suas redes e por pseudônimos. Muitos deles trocaram e-mails, twitters, blogs e experiências em diferentes temas.

Certamente, uma das participações mais marcantes foi a da ativista Débora, do Blog Mães de Maio,  espaço de reivindicações sobre desarquivamento e federalização das investigações sobre os “Crimes de Maio de 2006” cometidos por agentes policiais do Estado de São Paulo grupos de extermínio paramilitares ligados a eles.

A blogueira também compos a primeira mesa do Encontro, junto aos jornalistas Paulo Henrique Amorim, Luis Nassif, Rodrigo Viana e Leandro Fortes. Entre tantas cabeças pensantes, Débora, uma simples mulher da periferia, representante de um movimento tão importante e pouco conhecido deu um show de lucidez e perspicácia na comunicação. Provando para todos, que é possível, sim, através deste instrumento poderoso que temos em mãos, lutar, reivindicar e democratizar a informação, que é direito de todo cidadão brasileiro.

Outra observação importante, é a questão dos comentários. Durante a troca de experiências, foi possível compreender que os blogueiros não são somente aqueles que alimentam o site, mas também os leitores, que deixam seus comentários assiduamente. São os comentaristas que dão vitalidade à blogosfera e que têm sido fundamentais para que muitas vezes uma informação seja reproduzida pela rede.

O 1º Encontro Nacional de Blogueiros Progressistas para muitos significou o primeiro passo no processo de mudança de patamar na correlação de forças entre a comunicação vertical e a horizontal. Ou seja, entre a velha mídia que trata o seu público enquanto consumidor e receptor. E a nova mídia que se constrói de forma colaborativa e em processo de rede.

Portanto, se cuida, monopólio da comunicação!

Vejam as deliberações finais do encontro

Para saber mais sobre TODOS os temas abordados e assistir as homenagens simbólicas do Encontro, acesse o Blog do Miro – um dos organizadores e conselheiro do Centro de Estudos de Mídias Alternativas Barão de Itararé.

Conselho Deliberativo redefine rumo da Campanha Salarial 2010

Sindicatos definem ações políticas e calendário de luta

O famigerado bônus dado aos gerentes e consultores da Petrobrás, ou complemento de PLR, ou gratificação extraordinária, seja lá qual for o nome deste mosntrinho, provocou a necessidade de reunir o Conselho Deliberativo da FUP,  no Rio de Janeiro, na última quinta-feira, 19.

Na ocasião, foram socializados os informes das mobilizações em todas as bases fupistas. Os próximos passos da campanha salarial foram determinados, tomando como base as paralizações realizadas nas últimas semanas e o desrespeito da Petrobrás às reivindicações da categoria.

Além de apresentar uma contraproposta que não atende à pauta dos trabalhadores, a empresa ainda não resolveu pendências do atual acordo coletivo, principalmente a criação de um instrumento contratual para retenção de parte do pagamento das empresas prestadoras de serviço visando preservar as verbas rescisórias e cumprimento de direitos dos trabalhadores terceirizados.

Em um espaço democrático, formado por um representante de cada sindicato filiado, além da diretoria executiva da FUP, o Conselho Deliberativo aprovou por unanimidade os encaminhamentos destacados abaixo.

Encaminhamentos definidos pelos sindicatos no Conselho Deliberativo:

  • Realização de assembléias para avaliar os seguintes indicativos: decretação de estado de greve; paralisação de 8 horas no dia 03 de setembro, unificando na mobilização trabalhadores próprios e terceirizados; realização de mobilizações nos dias de negociação com a Petrobrás e subsidiárias.
  • Retomada da negociação com a Petrobrás, cobrando nova proposta.
  • Realização de ações sindicais e mobilizações que denunciem a falta de segurança nas unidades do Sistema Petrobrás.
  • Agendamento de reunião da FUP com a Conticon (Confederação Nacional dos Trabalhadores da Construção Civil) para unificar ações sindicais e mobilizações referentes aos trabalhadores terceirizados.

·             Realização de um abaixo assinado, coletando assinaturas de toda a categoria contra o pagamento do abono que privilegia as funções gratificadas e discrimina os demais trabalhadores. Além de ser mais um instrumento de luta e mobilização, o abaixo assinado também pressionará a gestão da Petrobrás.

Vamos à luta!

No Rio Grande do Sul, juventude avança na construção da unidade dos movimentos sociais

Na última sexta-feira, 13 de agosto, a Secretaria de Juventude da CUT-RS, em parceria com o Levante Popular da Juventude, realizou um encontro para debater as eleições deste ano e as perspectivas de organização da juventude para o próximo período.

O evento ocorreu no Sindicato dos Bancários de Porto Alegre e contou com a participação de cerca de 25 jovens representantes de diferentes organizações sociais que encaminharam uma Plataforma da Juventude, a qual deverá ser entregue aos candidatos identificados com as lutas dos movimentos sociais nas eleições de 2010.

“É a primeira vez que estes movimentos se reúnem para debater uma pauta política comum e a idéia é que este seja apenas o início de uma unidade que queremos que se consolide e ajude a fortalecer a luta dos (as) jovens e trabalhadores(as) do nosso estado,” avalia o Secretário de Juventude da CUT-RS, Rodrigo Schley.

Fonte: CUT Nacional.



 

Este é um espaço reservado para denúncias de práticas antissindicais, assédios e ataques a direitos.

JP no Twitter

Estatísticas

  • 147,779 hits